Primeiros Pasos - Parte 5

Como o objetivo é expandir a imaginação, vamos ao trabalho. As imagens, os sons e, principalmente, as palavras impressas na memória funcionam como matéria prima para a imaginação. Diante de uma situação real, nosso raciocínio busca na imaginação uma dica de como enfrentar aquela situação. Com uma imaginação rica, que disponha de matéria prima de qualidade em quantidade elevada, o raciocínio será muito mais amplo e flexível, já que dispõe de muitas alternativas, que foram coletadas entre as possibilidades registradas na memória.

Dou importância maior à palavra devido a dois fatores fundamentais: as palavras são signos que, de maneira inexplicável, fertilizam nossa imaginação adquirindo muitas camadas de significado, e quando corretamente armazenados na memória, frutificam e irradiam para outras áreas do conhecimento. Em segundo lugar, ao contrário das imagens, as palavras, os sons e os símbolos liberam a mente para uma absorção mais subjetiva, o que leva a um armazenamento mais orgânico e mais estruturado, o que facilita e agiliza o raciocínio. Por essa razão recomendo a leitura dos clássicos e considero as obras sacras uma leitura obrigatória. Estas, em especial, agem miraculosamente sobre a inteligência, e aquelas, quando bem escolhidas, podem proporcionar quase o mesmo efeito no intelecto.

As imagens, no entnato, também exercem muita influência na estética de nossa observação da realidade. Por isso, filmes, pinturas, esculturas e arquitetura são tão importantes e merecem seleção rigorosa. 

A música, como não poderia deixar de ser, influencia a imaginação quando sua melodia e sua harmonia simbolizam um objeto existente no Universo físico ou metafísico; seus ritmos e timbres, por sua vez, simbolizam ciclos naturais ou fisiológicos e portanto suas frequências e vibrações influenciam  funções físicas e até mesmo o comportamento das céulas. Música é comprovadamente uma terapia mental e corporal, enriquece a imaginação e regula os ciclos corpóreos. Parece claro que a escolha do que você ouve é fundamental, não?

Partindo da teoria para a aplicação prática, sugiro a leitura dos clássicos da literatura universal antes das especialidades e  antes até da leitura dos livros de  História e Ciências. Como o objetivo é a expansão do imaginário por meio das possibilidades humanas guardadas na literatura, nas artes e na música, o ideal é garimpar o que se produziu de melhor ao longo da História da humanidade. Este trabalho de escolha é bastante facilitado pela Tradição.

Os temas, estilos e autores sempre devem acompanhar suas intenções e características pessoais, no entanto, o tempo mostrou que algumas obras merecem atenção, independente dos seus objetivos e preferências. Para a literatura, sugiro iniciar pelo livro História da Literatura Ocidental, do Otto Maria Carpeaux, que vai funcionar como um catálogo dos melhores autores e melhores livros, um mapa bem detalhado para planejar e direcionar suas leituras. As palavras, como está dito acima, funcionam melhor para os objetivos tratados aqui, por isso dê preferência aos livros e deixe os documentários e filmes para assuntos mais recentes ou que necessitem do audiovisual para melhor interpretação. Na música não tem segredo: ouça os clássicos.

Em todas as situações da vida, o importante é entender o que está se passando e qual o significado último daquele instante. A boa arte pode contribuir bastante com isso.

Leia também:

Imaginação e inteligência

Escolha melhor sua trilha sonora

Livros Indicados pelo Blog

A Leitura




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...