A Morte da Imprensa


Sumner Redstone disse há alguns anos que a imprensa do jeito que conhecíamos estava condenada à morte. Redstone é o todo poderoso do Grupo CBS, maior conglomerado de mídia do mundo, que controla a Columbia Pictures, a Paramont, a MTV e o próprio canal CBS. 

Na época soube deste pronunciamento em um artigo do Diogo Mainardi, mas não dei a devida importância e penso que entendi aquilo em uma dimensão muito menor. Hoje, analisando a situação da imprensa em todo o mundo, principalmente após a grande concentração pós-2003, é fácil perceber que a fala do dono do CBS não era uma opinião, mas uma descrição de um fato inevitável.

O jornalismo que busca encontrar e difundir a verdade não existe mais. A imprensa de hoje é apenas um aparelho ideológico a serviço do dinheiro e da política. Jornalistas são apenas ideólogos repetidores e, na maioria das vezes, nem sabem disso.

O Brasil serve de exemplo: os grandes grupos de mídia estão a serviço dos planos globalizantes e os “blogs independentes” dependem do financiamento do governo. 

Estamos perdidos!

4 comentários:

A.Lima disse...

Aguda sua observação. Uma simples olhada no break dos comerciais de um telejornal para ver quem são os financiadores das notícias. Abreu Lima Adv.

Anônimo disse...

boa, ale.

Anônimo disse...

Hoje só existe jornalista orgânico, que vive às custas do Estado.

Anônimo disse...

A IMPRENSA ACABOU FAZ TEMPO...AGORA APENAS TRABALHAM PARA O GOVERNO...UMA VERGONHA, COMO DIRIA BORIS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...