Perseguição aos Cristãos

Tochas humanas de Nero - "Nero’s Torches" - Henryk Siemiradzki (1843-1902)
Infelizmente na última semana não tive tempo para atualizar o blog e fiquei devendo duas respostas, conforme indiquei num post anterior. Logo abaixo vem a primeira e a segunda vai na próxima postagem.

Nos textos que venho publicando sobre a Nova Ordem Mundial, ou melhor, sobre o que entendi sobre tudo que pesquisei nos últimos 10 anos, recebi alguns comentários que demonstram desconhecimento ou descrença quanto falo em perseguição aos Cristãos e ataques sistemáticos às suas vidas e aos valores caros ao Cristianismo, que são as próprias estruturas que sustentam a civilização ocidental.

Bom, a ignorância sobre esse fato incontestável reside no total silêncio da mídia ocidental diante de inúmeras atrocidades cometidas contra os seguidores de Jesus Cristo. Como infelizmente a maioria das pessoas busca majoritariamente informação nos grandes conglomerados de comunicação, aquilo que desaparece da imprensa passa a não existir na consciência dos incautos. Essa antipatia da grande mídia internacional com o Cristianismo não é nada nova nem tampouco inexplicável - sobre essa uniformidade da imprensa, e suas técnicas de manipulação da informação, leia A Espiral do Silêncio.

Voltando ao assunto, é possível demonstrar a perseguição e ataques ao Cristianismo por vários ângulos, mas para facilitar vamos nos ater às duas principais:

1 – Ataques à vida dos Cristãos
A imprensa não costuma noticiar, mas não existe nenhuma outra comunidade atualmente sofrendo mais perseguições do que os Cristãos. Na África, Oriente Médio, na Índia e na China Cristãos sofrem humilhações, privações severas, punições desumanas e execuções cruéis todos os anos, todos os dias, e neste exato momento pode ter certeza que alguém sofre simplesmente por defender sua fé. 

Como exemplo do silêncio da imprensa, no Egito, logo após o início da revolta patrocinada pelos santinhos da Fraternidade Muçulmana, uma Igreja Católica foi queimada com mais de 40 pessoas dentro; também no Egito um missionário de Guarulhos, SP, foi deportado por andar com uma Bíblia no carro; no Paquistão uma mulher foi demitida, presa e condenada por defender a Divindade de Cristo no seu ambiente de trabalho; Na Síria, Cristãos perderam suas terras para a construção de uma mesquita; na Alemanha – até lá! – uma mãe de oito filhos foi presa porque não queria que seus filhos tivessem aula de “orientação sexual”; e no Brasil, semana passada, um pastor protestante foi preso em plena Praça da S[e, em São Paulo, porque dizia ser pecado o homossexualismo. Creio serem estes exemplos suficientes para demonstrar que eu não estava sendo abstrato quando escrevi que Cristãos são perseguidos, mas se for o caso, muitos outros exemplos podem ser encontrados no site http://www.portasabertas.org.br  ou nos links indicados no final desta postagem.

2 – Ataques aos valores Cristãos
Em todo o mundo estão sendo criadas leis que restringem o direito à opinião e crença. Nos últimos 20 ou 30 anos a liberdade dos indivíduos está cada vez mais atrelada à boa vontade dos governantes e das lideranças mais barulhentas. Parasitas do Estado legislam sobre os direitos individuais e incentivam práticas contrárias aos valores pregados pela tradição Cristã da nossa sociedade. Casamento Gay, Aborto, Eutanásia e prostituição legal são apenas alguns exemplos de práticas condenadas pelo Cristianismo que hoje são, não apenas incentivadas, mas legalizadas e muitas vezes impostas contra a vontade da maioria.

Dentro desse tópico de ataque cultural aos valores do Cristianismo podemos avançar um pouco e perceberemos que além da imprensa, grande parte dos acadêmicos também desconhece ou distorce a dura realidade dos Cristãos. Estes que Gramsci chamaria de intelectuais orgânicos e Lênin chamou de idiotas úteis, além de se mostrarem incapazes de perceber as evidências, ainda recontam a História inventando números e invertendo vítimas e culpados. Artigos e até livros que contam as mortes da Inquisição e das Cruzadas em “milhões” são freqüentes e não encontram resistência porque as pessoas estão a cada dia mais ignorantes e aceitam teses improváveis, inverossímeis e até impossíveis (“milhões de mortos” é uma delas).

Para finalizar o que segundo a minha ótica já estava dado como auto-evidente antes mesmo de começar esta postagem, dou um exemplo bem significativo. A Igreja Católica dispõe hoje de cerca de 400.000 sacerdotes e menos de 0,5% deste universo sofreu algum tipo de acusação de desvio moral relacionado ao sexo. Na  maioria dos casos são padres que dão suas escapadas com mulheres e, quando surpreendidos, abandonaram a batina; outros arrumaram "namorados" adultos. Uma minoria, portanto, está envolvida em casos de pedofilia. Mesmo assim, a palavra pedofilia ficou diretamente ligada à Igreja. Só para efeito de comparação, mais de 1.000 professores do ensino público brasileiro foram acusados de pedofilia nos últimos quatro anos, e os inspetores da ONU estão comprovadamente entre os maiores pedófilos do mundo. Alguém viu a imagem da ONU abalada? 

É evidente que, tratando-se de sacerdotes, um único caso representa uma mácula enorme, mas como sempre, não devemos deixar a Verdade de lado, certo?

Para saber mais sobre perseguição aos Cristãos:

Livro indicado: Cristãos Secretos – Al Janssen

Artigos e sites indicados:

Assista também:

.

3 comentários:

María disse...

http://fotos.fotoflexer.com/8c​3d96595ecb7717373cfadfbd4bb644​.gif
Un besito :)
María

Denise Malafaia Cerqueira disse...

Olá!
Muito interessante e importante este blog, além de inteligente a maneira como expõe sua opinião.
Vejo-o um apologista.
Vi sua visita, vim agradecer e ganhei muito ao ler alguns posts.
Este, aqui sobre a perseguição à cristãos me interessou muito.
Tenho falado sobre isso e pensado em como fazer mais.
Obrigado por ter compartilhado esta palavra.
Paz!

OMPUTSMAN disse...

Gostei do post, mas a perseguição pode ter uma função social dúbia, pois em alguns exemplos citados, ela estava amparada pela lei visto a proibição em alguns desses países e a nossa Constituição Federal que em seu artigo 5º veta o preconceito e a Driscriminação social, tenho certeza que ele foi preso por este motivo, e querendo ou não, ele cometeu um crime.
Agora vamos falar de humor, um cara sair de Guarulhos para ir encher o saco no Egito, com a Bíblia no carro...rsrs este mereceu.
O lado de fora do carro também é "no carro".
Abraço Alê

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...